Supermico das Américas

Imagem

Por Charley Gima

O segundo jogo do Superclássico das Américas vai ser lembrado como o Supermico das Américas, principalmente pelos brasileiros quando quiserem tirar uma casquinhas dos hermanos.

O jogo, que deveria ocorrer na noite de ontem, 03/10, em Resistência na Argentina, não aconteceu devido a falta de luz no estádio Centenário. Piada pronta quanto a falta de resistência do estádio…

O estádio pertence ao Sarmiento, clube da 4° divisão argentina, e tem capacidade para 25 mil torcedores. Segundo Andrés Sanchez, o jogo foi marcado para esta cidade e estádio por questões políticas da AFA, segundo Sanchez “tudo que envolve política no futebol dá esse problemas. Com certeza, hoje seria um jogo político aqui”, reclamou.

A escolha do Centenário teria sido escolhido pela presidente Cristina Kirchner para agradar o governador da província do Chaco, Jorge Capitanich, presidente do Sarmiento.

O regulamento da competição não deixa claro quem será o campeão do Superclássico das Américas, o título deve ficar com o Brasil, que venceu o primeiro jogo, mas com certeza o mico e o troféu abacaxi vão pra Argentina!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s