Libertadores: São Paulo vence de virada no Morumbi o The Strongest da Bolívia

São-Paulo-Luis-Fabiano-Fabuloso-FuteRock

Por Charley Gima

O São Paulo e a sua torcida estavam ansiosos em voltar a jogar a Libertadores no Morumbi. E isso ficou claro no início do jogo, quando o Tricolor assutou, forçou, mas levou um gol na cobrança de um escanteio, por total falta de atenção da defesa. Escobar bateu o escanteio, a bola foi desviada por Cristaldo pro segundo pau e Barrera só empurrou pra rede.

Do lado boliviano, o goleiro Vaca foi o melhor jogador em campo, fazendo defesas difícies, como na cobrança de falta de Rogério Ceni ainda no primeiro tempo. mas aos 42 do primeiro tempo, não teve jeito. Luis Fabiano chutou uma bola cruzada, defendida por Vaca, mas que sobrou para Osvaldo marcar. O goleiro ainda chegou na bola, mas entrou com bola e tudo no gol.

O empate levava a crer que haveria uma verdadeira blitze Tricolor no segundo tempo. Mas não vimos isso, pelo contrário, o The Strongest parecia muito à vontade e fazia suas jogadas, felizes com o placar de 1X1.

Ney Franco então optou pela entrada de Ganso no lugar de Denilson, deixando o Tricolor mais ofensivo. E o resultado apareceu aos 35 do segundo tempo, quando Ganso recebeu bela bola de Cañete e deixou o artilheiro Luis Fabiano na cara do gol, facilitando a vida do atacante para levar o São Paulo à primeira vitória na competição.

O São Paulo tem agora, assim como o The Strongest, 3 pontos em 2 jogos. O Tricolor faz o terceiro jogo da chave na próxima quinta-feira, no Pacaembu, contra os argentinos do Arsenal, que até agora não somaram pontos, perdendo os dois primeiros jogos. O Atlético-MG segue como líder na chave com 6 pontos.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 1 THE STRONGEST (BOL)

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/hora: 
28/2/2013, às 21h30
Árbitro: 
Enrique Cáceres (PAR)
Auxiliares: 
Rodney Aquino (PAR) e Dario Gaona (PAR)

Renda/público: R$ 918.305 / 31.273 pagantes
Cartões amarelos: 
Mendez, Barrera e Soliz (STR); Wellington (SAO)
Cartões vermelhos: –
GOLS: 
Barrera, aos 20’/1ºT (0-1); Osvaldo, aos 42’/2ºT (1-1); Luis Fabiano, aos 34’/2ºT (1-2)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Cortez; Wellington e Denilson (Ganso – 16’/2ºT); Jadson (Fabrício – 36’/2ºT), Aloísio (Cañete – 26’/2ºT) e Osvaldo; Luis Fabiano. TÉCNICO: Ney Franco.

THE STRONGEST (BOL): Vaca, Bejarano, Barrera, Mendez e Torrico; Chumacero, Veizaga, Soliz e E. Cristaldo (Cunningham – 33’/2ºT); Escobar e Reina. TÉCNICO: Eduardo Villegas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s