Buffon garante o terceiro lugar da Itália nos pênaltis

Buffon-Itália-Copa-das-Confederações-FuteRock

Por Charley Gima

A decisão pelo terceiro lugar da Copa das Confederações, disputada em Salvador por Itália e Uruguai terminou empatado em 2X2 e a Itália levou a melhor nos pênaltis, graças ao goleiro Buffon, que defendeu três cobranças uruguaias.

O jogo começou leve e solto, apesar de valer o terceiro lugar, as duas equipes não pareciam estar nervosas em campo. A Itália, mesmo desfalcada de vários titulares, abriu o placar com gol do zagueiro Astori, aos 24 do primeiro tempo, após uma surpreendente cobrança de falta de Diamanti, que da lateral direita, fez com que a bola acertasse a trave, as costas de Muslera e Astori só completou em cima da linha para garantir o gol. O lance foi duvidoso sobre quem realmente teria marcado o gol, a Fifa primeiro deu para Diamanti, mas depois retificou e deu o gol para Astori.

No segundo tempo, Cavani apareceu no jogo e mostrou que deveria fazer parte da lista dos jogadores que concorrem à Bola de Ouro da Copa das Confederações! Marcou o gol de empate, deslocando Buffon após receber um passe sob medida dentro da grande área.

A Itália voltou a estar na frente com outra bela cobrança de falta de Diamanti, aos27 do segundo tempo, mas Cavani empatou o jogo 5 minutos depois, pagando ne mesma moeda, um linda cobrança de falta, que contou com a colaboração de Buffon.

O jogo terminou empatado e os dois times foram para a prorrogação, não mudando o placar. Nos pênaltis, Forlán errou mais um, o primeiro da série do Uruguai, e o primeiro defendido por Buffon, que defendeu também as cobranças de Cáceres e Gargano, garantindo a vitória da Itália.

FICHA TÉCNICA
URUGUAI 2×2 ITÁLIA

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data/hora: 30/06/2013 – 13h (de Brasília)
Árbitro: Djamel Haimoudi (AGL)
Cartões amarelos:  Maxi Pereira, Suárez (URU), Chiellini, Montolivo (ITA)
Cartões vermelhos:
Gols: Astori (24′ do 1º tempo). Cavani (12′ da 2ª etapa e 32′ do 2º tempo), Diamanti (27′ do 2º tempo)

URUGUAI: Muslera, Maxi Pereira (Álvaro Pereira – 35′ da 2ª etapa), Lugano, Godín e Cáceres; Arévalo, Gargano e Rodríguez (González – 10′ do 2º tempo); Forlán, Suárez e Cavani Técnico: Óscar Tabárez

ITÁLIA: Buffon, Maggio, Astori (Bonucci – 6′ do 1º tempo da prorrogação), Chiellini e De Sciglio; De Rossi (Aquilani – 24′ da 2ª etapa), Montolivo e Candreva; Diamanti (Giaccherini – 37′ do 2º tempo), Gilardino e El Shaarawy Técnico: Cesare Prandelli

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s