Santos sofre mas é finalista do Campeonato Paulista

Santos x Penapolense -Vila-Belmiro-FuteRock

Por Charley Gima

A semi-final do Campeonato Paulista entre Santos X Penapolense, na Vila Belmiro, era marcado por números opostos. Enquanto o Santos tinha um saldo de gols extremamente positivo, com uma média superior a 2 gols por jogo, o Penapolense já estava há 6 jogos sem marcar um golzinho sequer e estava na semi-final por segurar os adversários no 0X0 e vencer o São Paulo nos pênaltis, mas era o único time que tinha vencido o Santos, por goleada, ainda na primeira fase do Campeonato Paulista.

O jogo começou truncado, com muitas faltas cometidas e cartões amarelos aplicados. O Peixe não conseguia envolver o time de Penápolis, que também agredia o time da casa. Então, já que o toque de bola não funcionava, Cícero tentou um chute de fora da área e conseguiu abrir o placar, com a bola desviando na sola do defensor, tirando todas as chances do goleiro do Penapolense.

Mas o time de Penápolis não sentiu o gol e foi pra cima, e, quatro minutos depois, marcou o gol de empate com Guaru, na cobrança de pênalti. E o Penapolense ainda conseguiu a virada numa bobeira danada entre David Braz e Aranha, aproveitada por Douglas Tanque, que roubou a bola, deu uma meia lua em Aranha e marcou o segundo do Penapolense.

Na volta do intervalo, o Santos voltou mais ofensivo, e o Penapolense parecia querer segurar os 45 minutos que ainda tinha de jogo, mas não conseguiu. Rildo entrou no lugar de Gabriel e já no primeiro lance, foi pro fundo e cruzou na cabeça de Leandro Damião, que empatou o jogo. Damião ainda teve uma cabeçada defendida por Samuel e perdeu um gol feito em um cruzamento de Cicinho.

O Santos melhorou muito em relação ao primeiro tempo, e continuou a pressão sobre o Penapolense, tendo inclusive um gol corretamente anulado por impedimento. Leandro Damião foi então substituído por Stéfano Yuri, que, aos 42 do segundo tempo, recebeu boa bola de Tiago Ribeiro e marcou o terceiro gol do Santos, em seu primeiro toque na bola, garantindo a passagem do Peixe para a final do Campeonato Paulista.

O Penapolense está de parabéns por chegar onde chegou, mas pagou caro por jogar como time pequeno todo o segundo tempo e recuar quando estava vencendo, esta será uma lição a ser tirada nesta derrota. Pelo menos marcou dois gols no Peixe

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 x 2 PENAPOLENSE

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/Horário: 30/3/2014, às 16h
Árbitro: Marcelo Rogério
Assistentes: Rogério Zanardo e Miguel Caetano Ribeiro

Público/renda: R$ 353.892,00 / 12.409 pagantes
Cartões amarelos: Cicinho, Mena e David Braz (SAN); Samuel, Guaru e Rodrigo Biro (PEN);
Cartões vermelhos: –

GOLS: Cícero, 21’/1ºT (1-0), Guaru, 26’/1ºT (1-1), Douglas Tanque, 34’/1ºT (1-2), Leandro Damião, 15’/2ºT (2-2),  Stéfano Yuri, 42’/2ºT (3-2),

SANTOS: Aranha, Cicinho, Neto, David Braz e Mena; Arouca, Cícero e Gabriel (Rildo – 15’/2ºT); Geuvânio, Thiago Ribeiro e Leandro Damião (Stéfano Yuri – 40’/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

PENAPOLENSE: Samuel, Rodinei, Gualberto, Jaílton e Rodrigo Biro; Liel, Washington, Petros e Guaru; Alexandro (Neto – 37’/2ºT) e Douglas Tanque. Técnico: Narciso.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s